fbpx

O meu cérebro detetou uma ameaça e reagiu!?


O MEU CÉREBRO DETETOU UMA POTENCIAL AMEAÇA E REAGIU!?

Ontem foi dia de gravação de vídeo para um projeto recente da Revista Progredir! ??

Outro post quando o vídeo sair!

Este é sobre #stress e exposição ao escrutínio alheio.

A gravação decorria com fluidez: a boa conversa é como as cerejas! ??

Às tantas enganei-me. Nada de mais: os vídeos são editados!

Mas a RESPOSTA DE STRESS foi imediata: o ritmo cardíaco acelerou e as mãos começaram a tremer.
O meu cérebro detetou uma potencial ameaça e reagiu.
Por default, o nosso cérebro reage tal como fazia há milhões de anos, quando perante um predador tínhamos que fugir ou lutar pela vida.

Mas eu não corria risco de vida.
Reagi ao medo de rejeição pelo grupo, que está na origem, muitas vezes, do medo de falar em público.
Inconscientemente receei o julgamento de quem estava comigo na gravação.
Em tempos idos, pertencer a um grupo era condição essencial de sobrevivência. Rejeição pela tribo era sentença de morte certa!

Reconheci a reação de stress.

Pausa para beber água e respirar.

JUST STOP AND BREATHE!
Bastará para repôr a normalidade.

E lá continuámos de volta das cerejas… ??

Partilhar