fbpx

Foque na solução… E ela irá surgir!


Alguns conceitos de desenvolvimento pessoal desafiaram sempre a minha compreensão. Este é um deles!

“As soluções para todos os problemas já existem”.

Fora do habitual âmbito da auto-ajuda e até da religião, a digestão foi sempre muito difícil. E até mesmo nesses contextos, confesso…

Há uns tempos encontrei, finalmente, uma resposta objetiva!

A realidade é muito mais do que aquilo conseguimos captar com o nosso “equipamento de série” (entenda-se, o nosso cérebro e órgãos sensoriais).

Explicando melhor… Dos cerca 400 biliões de bits de informação por segundo que chegam ao cérebro, apenas 2000 bits atingem o nosso consciente.

O cérebro especializou-se, ao longo de milhões de anos, em descartar informação que não considera relevante (para bem da nossa sanidade mental!), de acordo com os nossos filtros específicos. Dentre os mais significativos, destaco os seguintes:

– Crenças: As nossas crenças condicionam a nossa realidade, quer sejam limitadoras quer sejam potenciadoras, pois será sempre sob a sua lente que interpretaremos toda a informação que nos chega. Condicionam a nossa interpretação do mundo que nos rodeia.

– Foco: Aquilo em que nos focamos expande-se, por um motivo simples – fazemos zoom in naquilo em que nos focamos.

Programamos o nosso sistema reticular (o nosso zoom embutido!) para nos mostrar mais sobre aquele fragmento de realidade.

Como quando fazemos zoom in no Google Maps e conseguimos ver muito mais detalhes sobre aquela zona. Por isso é tão crítico escolhermos conscientemente aquilo em que nos focamos.

– Experiências passadas: Condicionam a nossa perceção dos acontecimentos e da informação. Porque o cérebro perceciona o presente e projeta o futuro com base em padrões extrapolados a partir de acontecimentos passados. 

Por isso, se as nossas crenças, foco e experiências passadas reforçam uma leitura do mundo que nos é desfavorável, será exatamente mais disso que experienciaremos.

Como numa auto-profecia que se cumpre sempre (“Eu já sabia! Comigo acontece sempre assim!! Tenho um azar…”).

Ao mesmo tempo, estaremos a descartar todo um mundo de informação que facilmente nos mostraria que a realidade pode ser bem diferente e bem mais favorável do que supomos.

Se afinarmos os nossos filtros no sentido de abertura e expansão, afinamos a nossa perceção no sentido de nos mostrar, de trazer à luz da nossa consciência as soluções que buscamos.

Crenças e foco podem e devem ser trabalhados conscientemente no sentido de trabalharem a nosso favor e não contra nós! Até mesmo as experiências passadas (mesmo as menos positivas!) podem ser revistas e interpretadas de forma mais construtiva que nos permita retirar valor para o futuro.

Quando se vir numa situação para a qual não vislumbre soluções, tenha a certeza de que há informação preciosa que não está a conseguir ver!

1)  Questione! Questione tudo! Os pressupostos de que está a partir, a forma como está a interpretar a situação, as motivações subjacentes à forma como está a reagir, etc. Procure o “gato escondido com o rabo de fora”. O que está erradamente a assumir como verdadeiro?

2) Pergunte-se que parte da realidade é que não estará a ver que lhe mostraria a solução que procura. Seja firme e insista na inquirição! A esmagadora maioria das vezes a solução surge!

E garanto-lhe que dará consigo a perguntar-se como é que não tinha pensado nisso antes…

 

*** WORKSHOP NEUROCOACHING – LISBOA, 25 DE MAIO 2019. + INFO AQUI. ***
Partilhar