fbpx

Neurocoaching & Férias: Patuscadas com os amigos? O seu cérebro agradece!


Desde que não consuma álcool em excesso, beba bastante água (para assegurar bons níveis de performance cognitiva – falaremos disso num próximo artigo!) e a ementa seja promotora de vitalidade cerebral (sem processados: comida “a sério”, nutritiva e de boa qualidade!).

O seu cérebro está permanentemente a gerir energia, informação e relacionamentos, com o ambiente envolvente, com outros cérebros e consigo mesmo.

A espécie humana não teria prosperado se não fosse tipicamente gregária: viver em grupos e tribos promoveu (e ainda promove!) a nossa sobrevivência muito além do que de outro modo aconteceria!

 

Somos seres sociais: temos uma profunda necessidade de conexão, de viver relacionamentos flexíveis, coerentes e equilibrados. É, por isso, indiscutível que a socialização é essencial para o equilíbrio e saúde cerebrais.

O ritmo de vida frenético, a escassez de tempo (ou de energia!) e a vida profissional demasiado absorvente são alguns dos principais motivos que levam, habitualmente, a que acabemos por negligenciar a nossa vida social.

Por isso, nestas férias “junte o útil ao agradável” e “tire a barriga de misérias” de patuscadas e de convívios com amigos e familiares!

O ideal será conseguir manter a regularidade destes contactos mesmo fora da “silly season”. Deverá, para isso, encarar esta “cruzada” como algo prioritário, que mima o seu cérebro e a sua alma na mesma medida!

 

Abaixo 4 sugestões (que poderá adotar como hábitos) para aprofundar as suas relações mais significativas:

 

– Telefonar a um amigo ou familiar sem nenhuma razão específica, apenas para dizer “Olá!”.  Dar e receber essa atenção aprofundará vossa conexão e inundará o seu cérebro de neurotransmissores de ligação (como a oxitocina), proporcionando-lhe um boost de energia e bem-estar!

– Agendar uma nova atividade com amigos ou familiares aprofundará a vossa conexão através da partilha de experiências. Aprofundamos mais rapidamente a conexão com outras pessoas quando com elas partilhamos eventos e experiências emocionalmente significativos. Não tem que ser uma atividade radical que envolva algum risco. Tem, sim, que ser novidade para todos os envolvidos!

– Cerque-se de pessoas com quem se identifique e tenha afinidade. Estará a rodear-se da sua tribo? Sabe quem são essas pessoas e que tipo de perfil têm? Invista no seu grupo de pares para garantir que os seus relacionamentos mais próximos são construtivos e alinhados com os seus objetivos.

– Aproveite as férias de verão para marcar patuscadas e convívios! Usufrua, “mate saudades” e, de caminho, ainda contribui para a saúde do seu cérebro.

 

** NEUROCOACHING – LISBOA, 29 DE SETEMBRO. + INFO AQUI. ***

P.S.: Cada vez mais apaixonada por neurocoaching!

Partilhar